1 2 3 4

07/11/2014

Não é isolamento é apenas minha redoma

Não é se isolar, não tenho medo da solidão, aliás, tive que aprender a conviver com ela por um longo período da minha vida. Simplesmente tenho o meu mundo, a minha bolha, a minha redoma de vidro. Acredito que não seja somente eu mas quando entro e fecho a porta que pode ser interpretada como meus fones de ouvido dificilmente a abrirei para qualquer um. Não é gostar do vazio e do silêncio mas prefiro me restringir a um bom som do que escutar coisas que muitas vezes não me convêm ou por simplesmente não querer ouvir ninguém, é estranho eu sei, mas já é normal pra mim. Mas não vou mentir, algumas vezes entro na minha bolha pelo simples fato de ser ignorado ou excluído de algum assunto ou grupo social, não me incomodo tanto, não despejo meu rancor na pessoas mas sim nas palavras, elas tem o poder de me trazer conforto e respostas.

  Muitas pessoas não admitem tal atitude, acham que a vida é apenas conversas desnecessárias e palavras ao vento, sem saber que muita vezes elas são verdadeiras responsáveis por corações partidos e olhe que não é só de amor que eu estou falando em. A música consegue me acalmar, trazer a paz e o conforto que muita das vezes procuro nas pessoas mais erradas, as vezes as músicas descrevem minha vida, outras me dizem o que fazer, o que eu gostaria que acontecesse e muita das outras me confortam mostrando que não sou só eu magoado em um mundo populoso. Pois uma coisa eu aprendi quanto maior o sorriso maior a dor ou a alegria mas muita das vezes a primeira opções está sempre correta.

 Meu quarto é meu segundo mundo não tem nada de mais aqui, mas é a parte mais confortável da casa, passo boa parte lá. Olhando da janela posso ver o dia em que tudo isso irá mudar, mas agora na madrugado com uma xícara de café na mão e fones no ouvido apenas sou capaz de ficar em silêncio em cima da cama planejando meu dia seguinte, organizando minhas ideias e pensamentos e relaxando a uma boa melodia estilo Lana Del rei pra dar vontade de dormir mesmo.

 Numa tarde de verão qualquer você não tem o que fazer, não receberá visita e nada melhor do que passar o dia no seu quarto fazendo o que te faz feliz, algum problema? Não, ma se isolar é tedioso mesmo. É tão difícil de entender isso. Sei que amanhã meu dia será corrido, mas também tenho a certeza de que terei tempo de sobra pra fazer o que preciso, aliás é bem raro no mundo de hoje alguém sair de casa pra me visitar, preferem conversas virtuai por mas que não sejam a mesma coisa me conforta pois tenho com quem dividir assunto ao longo do dia. Vai, não sou tão sozinho assim.

  Alguns tumblrs nos mostram que não somos os únicos que temos algum problemas muita das vezes tem pessoas com alguns ainda piores, mas confesso nada como só escutar o barulho do mouse rolando com você apenas observando o que acontece bem ali, na sua frente. Na moral quer um conselho? Quando estiver se sentindo sozinho entre no youtube e assista alguns vlogs, sério você não vai mais se sentir sozinho, confia em mim experiência própria hehe.

NOS ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS:
                                                                        

Comente com o Facebook:

9 comentários :

  1. mas agora na madrugada com uma xícara de café na mão e fones no ouvido apenas sou capaz de ficar em silêncio em cima da cama planejando meu dia seguinte, organizando minhas ideias e pensamentos e relaxando a uma boa melodia estilo Lana Del rei pra dar vontade de dormir mesmo.

    Olha eu gostei dessa parte kkkk!

    Beijos;
    Bel | http://isabellalessa.com/

    ResponderExcluir
  2. MEU DEUS me identifiquei demaissss com esse texto!
    sei bem como é 'entrar na minha bola', como vc disse, pelo fato de ser ignorada.
    Amei esse texto de verdade,vou até salvar o link pra ler de vez em quando asuhaus

    abraços.
    http://lostgirls1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu me isolo bastante também - muitas vezes para pensar, ou para escrever. Principalmente para escrever.
    É difícil para mim desenvolver algo de qualidade (algum texto, ou trabalhar no livro que estou escrevendo) no meio da multidão. Prefiro o vazio do meu quarto com uma boa música.
    Às vezes uso minha bolha também para me proteger, ou para me focar nos meus sentimentos. É um bom porto seguro :)

    Beijos, Luisa
    Degradê Invisível

    ResponderExcluir
  4. hello, brugioni! sei que é errado, mas as vezes ter consciência de que há outras pessoas passando por problemas, além de dar a sensação de que não somos os únicos, ainda nos traz um motivo para encontrar a certeza que tudo vai passar. o ruim em nós é o problema em encontrar a coragem para mudar, eu estou procurando ela, mas ultimamente não tenho dado muito lugar pro medo, mas as vezes ter prudência demais acaba se confundindo com ele.
    ótima reflexão! quando estou triste ou com algum sentimento ruim, eu oro, canto, leio, e agora toca a solar, meu violão. abçs

    gabryel fellipe

    ResponderExcluir
  5. tinha um namorado que não entendia a razão pela qual eu gostava de ficar sozinha. a verdade é que as outras pessoas [que vivem cercadas de gente e gostam disso] não compreendem. eu amo estar sozinha. prefiro mesmo. momentos como esse que você citou - pra relaxar e ouvir música, são tão raros que me fazem querer morar sozinha. sei lá, eu acho que se alguém não curte ficar sozinho é porque provavelmente não suporta a si mesmo.

    Respondendo o seu comentário (lá no blog): Já ouvi falar d' A Hospedeira. Minha irmã tem o livro. Mas nunca li. Apesar de saber um pouco da história "por alto"...e, não consigo ver relação entre esse meu conto e a obra que citaste.

    @ emilie

    ResponderExcluir
  6. Oi! ^^
    Nossa, totalmente eu. Mas minha redoma é um pouco mais tumultuada. Nela costumam estar também (quase sempre) os personagens das minhas histórias. Não curto ficar realmente sozinha. Isso me deixaria louca. Na verdade gosto da companhia deles. E às vezes, de outras pessoas.
    Só com animais não faço restrições (talvez com as baratas e pernilongos), mas gatos e cachorros por favor invadam o espaço e fiquem à vontade! :D

    Beijussss;
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Que desabafo. Realmente, tem uma parte da vida que fica tudo mais cinza e silencioso. Mas passa. Experiência própria.

    Um beijo grandããão!
    Cá do Aquela Princesa

    Tem um super sorteio no blog! São 8 kits de livros >>> participe!

    ResponderExcluir
  8. Oi Guilherme!
    Eu concordo qnd vc fala das conversas fúteis e desnecessárias, tem gnt que vive disso e acha que todo mundo tem que viver tbm -_-
    Tbm acho q se isolar de vez em quando e ouvir uma boa música ou escrever é bom :)
    Beijos, saiu a parte II do conto!
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Bolhas
    A diferença é que as chaves da minha são livros e não fones de ouvido. E elas estão ficando comum, tenho percebido. Hoje em dia todo mundo tem comprado uma... É.

    http://garotodelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...